Rua Rui Barbosa, 200 D Centro, Chapecó/SC
3323 3034 | 49 99917 3034centrodecoluna@centrodecoluna.com.br
AGENDAR CONSULTA
Postado em 23 de Setembro às 09h31

Como a gravidez impacta a coluna?

  • Centro de Coluna -

A dor nas costas é uma das maiores queixas entre a população mundial, então, vamos imaginar o seguinte: seu corpo passando por alterações constantes, tanto hormonais quanto biomecânicas, seu abdômen está em constante crescimento, você ganha peso.

Já deu para imaginar o impacto que isso causa na coluna, não é? Tanto que um estudo publicado pelo Current Reviews in Musculoskeletal Medicine, um periódico sobre ortopedia, aponta que dois terços das grávidas sofreram ou sofrerão de alguma dor lombar ou pélvica. A dor, normalmente, ocorre entre o segundo e terceiro trimestre da gestação.

Outro estudo, chamado de Pregnancy-related low back pain, aponta que a maioria das mulheres considera a lombalgia um “desconforto normal e inevitável” durante a gravidez. E que apenas a metade delas procura ajuda médica em função destas dores. E isso tem um impacto enorme na qualidade de vida das gestantes, 51% delas afirmam que a lombalgia interfere significativamente em sua rotina, independência e habilidades físicas.

O que ocorre no organismo da mulher durante o período gestacional é a mudança do centro de gravidade, em função do aumento da circunferência abdominal, o ganho de peso extra nesta mesma região faz com que a coluna sofra maior pressão, além disso, dois hormônios liberados durante a gravidez, o estrogênio e a relaxina, ocasionam um relaxamento crescente nos ligamentos, que perdem força de sustentação.

Tudo isso causa uma lordose exagerada, com sobrecarga nos músculos lombares e posteriores da coxa. O próprio organismo da mulher tende a criar mecanismos próprios para compensar e adaptar sua postura. E, apesar de ser uma situação particular para cada paciente, é fato que a própria gravidez contribui para o desenvolvimento de um quadro doloroso.

Além de tudo isso, existe o aspecto emocional: o humor é um agente modificador da sensibilidade em relação à dor. Em pacientes com depressão, por exemplo, a sensação de dor é mais comum. E isso ocorre também com as grávidas, as mudanças hormonais, que alteram a estado emocional como um todo, afetam a percepção de dor e a sensibilidade em áreas do corpo que estejam mais sensíveis.

Há muitas pesquisas sobre os fatores de risco para o desenvolvimento de dores lombares e pélvicas na gravidez, entretanto, nenhum deles é conclusivo. O que se sabe é que traumas e lesões anteriores, histórico de dor na região, lombalgia em gravidez anterior e durante a menstruação parecem aumentar o risco. Porém, não é possível prevem quem vá sofrer com o problema.

A lombalgia durante a gravidez pode ser até normal, em função de todas as mudanças pelas quais o corpo passa, mas não é inevitável. Algumas medidas simples podem ajudar a aliviar a dor e evitá-la:

- Quando estiver sentada, use um banquinho para apoiar as pernas e coloque um pequeno travesseiro atrás, na parte inferior das costas, assim, sua lombar terá apoio extra;

- Evite permanecer na mesma posição por muito tempo, seja em pé ou sentada. Tb não exagere nas caminhadas;

- A massagem e a acupuntura são grandes aliadas no combate a dor e o melhor: sem contraindicações;

- Use sapatos confortáveis, com saltos baixos e bom suporte. Cintos de apoio podem ajudar a aliviar a dor, já que tornam as articulações pélvicas mais estáveis;

- Se a dor vier, você pode aplicar no local compressas quentes e fazer massagem para aliviar a pressão e tensão.

É importante manter uma postura adequada ao fazer suas atividades diárias, de modo que não sobrecarregue sua coluna ou que não haja um desalinhamento:

- Evite levantar pesos;

- Ao se deitar, sente na beirada da cama, apoie o tronco sobre o cotovelo, gire de costas, deite o tronco e em seguida coloque as pernas na cama. Ao se levantar, mexa as mãos e os pés em movimentos circulares para lubrificar as articulações. Vire-se de lado, apoie o tronco sobre o cotovelo e leve as pernas para fora da cama e em seguida, levante-se, sem flexionar o tronco para frente;

- Ao ficar em pé, você deve deslocar o seu peso para a parte da frente dos pés, assim, você não sobrecarrega os calcanhares, para conseguir ficar nessa posição, você pode flexionar levemente os joelhos e contrair as nádegas;

- Ao sentar, a cadeira deve ter encosto e apoio para os braços, as costas devem ficar bem apoiadas, com os pés descansando no chão;

- Ao dormir o travesseiro deve preencher o espaço entre a cabeça e os ombros, coloque outro travesseiro entre as pernas, para que a coluna não sofra pressão e um travesseiro em forma de cunha para apoiar a barriga. Prefira dormir do lado esquerdo, para permitir maior relaxamento dos músculos das costas e diminuir a compressão nos discos intervertebrais, facilitando a circulação sanguínea.

Vale destacar que para a melhor forma de diminuir da dor e evitar a lombalgia na gravidez é manter uma rotina de exercícios adequados. As atividades físicas frequentes de intensidade moderada são benéficas à saúde da gestante no geral, proporcionando maior disposição. Exercícios que fortaleçam a região abdominal e a parte inferior das costas são os mais recomendados, além, é claro, dos exercícios praticados na água, como hidroginástica e natação.

E é muito importante que haja acompanhamento médico, dor nas costas que não vai embora pode ser sinal de trabalho de parto prematuro, infecção ou outros problemas sérios!

Veja também

Informações Preventivas e Ergonômicas 30/07/15 1-Exercícios para conservar os limites de movimentos mais fáceis e indolores e um bom tonus muscular. 2-Quando sentado usar suporte lombar e reclinar o encosto, quando possível. 3-Usar uma cadeira com suporte de braço, quando possível. 4-Quando sentado se movimentar com o banco.Evitar levantar frequentemente. 5-Determinar se a posição fletida( inclinada para......
Prevenções na infância23/07/15 A medicina está cada vez mais preocupada com o avanço das dores nas costas em crianças na fase escolar. Cada vez mais nossas crianças passam horas a frente da televisão e do computador, quase sempre em postura errada, o que......

Voltar para BLOG